Terça, 07 Janeiro 2014 09:46

Secretaria de Saúde intensifica combate ao mosquito da dengue

A Secretaria de Saúde está realizando esta semana o Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti – LIRAa, nos bairros Centro, Casa Amarela e Arrozal, que tem como finalidade o levantamento de focos e criadouros do mosquito transmissor da Dengue, proporcionando um diagnóstico preliminar de situação nos núcleos de maior concentração populacional do Município.

De acordo com a chefe da Divisão de Vigilância em Saúde, Ana Cristina de Souza Braga, nessa primeira verificação do ano, os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde visitarão apenas um número específico de residências em cada localidade, fazendo um diagnóstico por amostragem com o objetivo de determinar quais áreas devem ser atendidas prioritariamente.
 
Dados da própria Secretaria de Saúde do Município apontam a situação da Dengue como preocupante. Ano passado foram notificados 442 casos suspeitos da doença sendo confirmados 66, representando o dobro de ocorrências em relação a 2012 e 37% a mais que o maior número de casos registrados no município nos últimos 10 anos (48 casos em 2002). O número de casos confirmados em 2013 ainda pode subir, 53 notificações aguardam resultado.
As localidades com maior número de notificações foram o Centro, Casa Amarela e Arrozal, totalizando 118, 72 e 61 suspeitas. O maior número de casos confirmados aconteceu no bairro Jaqueira, onde 14 pessoas contraíram o vírus da Dengue.
 
Ana Cristina Braga explica que, além das fortes chuvas do ano passado, o aumento alarmante do número de casos se deve a uma certa despreocupação da população com relação aos cuidados para evitar a proliferação do mosquito.
 
“Os técnicos da Vigilância Ambiental, da Vigilância Sanitária e os agentes do Programa de Estratégia da Saúde da Família, tem mantido um trabalho intenso para fiscalizar e orientar a população. Mesmo assim, temos constatado em diversas residências a reincidência de situações que beneficiam o surgimento de focos do mosquito”, afirma a chefe da Vigilância em Saúde.
 

A Secretaria de Saúde intensificará as campanhas de conscientização e o trabalho das equipes de saúde no sentido de mobilizar a comunidade para a atenção e manutenção dos cuidados para eliminar e prevenir focos do mosquito transmissor da Dengue.

Faça a checagem:  com apenas 10 minutos por semana você acaba  com o mosquito da dengue

• Caixas d’água vedadas;

• Calhas limpas;

• Tonéis, galões, poços e barris bem vedados;

• Pneus sem água e em lugares cobertos;

• Ralos limpos e com tela;

• Bandejas de ar-condicionado limpas e sem água;

• Bandejas de geladeira limpas e sem água;

• Pratos de vasos de planta com areia até a borda;

• Bromélias e outras plantas sem acúmulo de água;

• Baldes virados com a boca para baixo;

• Lonas de cobertura bem esticadas para não formar poças;

• Piscinas e fontes sempre tratadas.

O ciclo de vida do mosquito da dengue, do ovo até a fase adulta, leva cerca de 7 a 10 dias. Se a verificação e eliminação dos criadouros forem realizadas uma vez por semana, podemos interromper o ciclo e evitar o nascimento de novos mosquitos. Por isso esses 10 minutos por semana são tão importantes. Fique atento e não deixe o mosquito se multiplicar.

Lido 443 vezes