Quinta, 24 Maio 2018 17:02

Parceria com a Fiocruz promove Curso de Educação Popular em Saúde

Avalie este item
(0 votos)

Uma parceria entre a Prefeitura de Piraí, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) promoveu nesta quinta-feira (24) o Curso de Aperfeiçoamento em Educação Popular em Saúde - EdPop SUS. A formação foi direcionada a Agentes de Saúde, de Combate a Endemias, lideranças comunitárias e representantes da população.

A EdPop SUS busca empoderar os atuantes no processo de conquista dos direitos à saúde da população e o fortalecimento da participação social. O principal objetivo é aliar os conhecimentos científicos aos populares, valorizando todos os indivíduos na promoção da Saúde, como explicaram as ministrantes do curso, a enfermeira Luana Lima e a representante do assentamento Roseli Nunes Júlia Farias.

"Nós debatemos diversos tipos de questões em prol do empoderamento pessoal para praticar na sociedade buscando o fortalecimento da saúde através de nossa cultura, de nossas raízes e claro do aconselhamento profissional. Não trabalhamos com a doença, mas sim com a promoção da saúde", disse Luana Lima.

Os participantes se disseram engrandecidos com os conceitos e debates promovidos ao longo do dia e relataram suas experiências.

"O curso procurou debater a realidade e trazer os pontos de vista diferentes. O objetivo é construir e desconstruir os conceitos e amarras. Saímos daqui mais empoderados e preparados para as questões da saúde e até as que envolvem nosso trabalho, situações, burocracia, porque conseguimos trabalhar muitas soluções. Aprendemos a lidar com o outro." Gerdaine Alencar, Agente de Combate de Endemia.

"Falamos muito sobre a importância de ocupar o nosso lugar. O curso me trouxe essa consciência de que eu posso ser uma agente transformadora, a partir do momento que eu busco a melhora na qualidade de vida e busco também transmitir isso a quem está ao meu redor, à comunidade a qual pertenço." Terezinha da Silva Aguiar, liderança comunitária

"Cheguei sabendo vagamente sobre a Educação Popular em Saúde, mas aqui tivemos uma vivência maior. Entendemos o quanto a cultura popular influencia e também a respeitar os conhecimentos, a bagagem trazida pelos usuários. Aprendemos que o trabalho em prol da saúde é uma troca de conhecimentos permanente, entre os profissionais e os usuários. E que tudo deve ser agregado, para respeitar as particularidades e humanizar e tornar o sistema mais acolhedor". Eva Fontes, Agente de Saúde do Caiçara.

"Não trabalho na área da Saúde, mas atuo em muitos projetos sociais. E aqui aprendi a construir, para desconstruir e reconstruir as relações e os conceitos. O valor de olhar para o outro com cuidado, entender que cada um tem sua identidade e particularidade e usar isso em prol de uma vida mais saudável, respeitando que cada ser é único e especial". Carol Miranda, representante da comunidade.

Lido 4172 vezes Última modificação em Terça, 26 Junho 2018 20:36

1805 comentários

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.