Terça, 18 Julho 2017 16:34

Piraí recebe ciclo de palestras sobre Cachaça

Piraí recebe ciclo de palestras sobre Cachaça Foto: Alexandre Teixeira

A Casa de Cultura de Piraí foi palco de um ciclo de palestras no último domingo (17). A atividade fez parte da programação do 8º Festival da Cachaça e tratou das características econômicas e culturais do destilado no Brasil e no mundo.

Os palestrantes convidados foram a presidente da Associação dos Produtores de Cachaça do Estado do Rio de Janeiro (Apacerj) Kátia do Espírito Santo, o produtor e membro da diretoria da Apacerj e do Instituto Brasileiro e Cachaça (Ibrac) Vicente Bastos e o gerente de projetos Rafael Wingler. Os temas apresentados buscaram explanar as ações e projetos envolvendo a bebida com dados levantados pelos órgãos  responsáveis, bem como os números e a relevância da bebida no segmento de destilados e a colocação dos rótulos fluminenses no cenário brasileiro e mundial; e ainda parâmetros atuais de logística e distribuição.

O público participante consistiu em produtores, pesquisadores, entusiastas e amantes da bebida que puderam trocar informações e expandir o conhecimento acerca de diversos aspectos, como o regulatório e técnico, consumo responsável e combate às práticas desleais de comércio, tributário e proteção e ainda promoção, segmentos de mercado e a importância da profissionalização. "Eventos como esse são fundamentais para o desenvolvimento do conhecimento e ainda contribui para quebrar o estigma da Cachaça. Precisamos sair do preconceito com a bebida para promovê-la com profissionalismo, responsabilidade e ética ambiental", avaliou Vicente Bastos.  

O produtor Eli Werneck  aproveitou a ocasião para enaltecer a importância do Festival. "Tenho acompanhado festivais e esse está cada vez mais importante e melhor. Em nome dos produtores de cachaça, posso agradecer a cidade e esse festival que vai se tornando cada vez mais referência",  disse.

Para Hudson Valle, um dos idealizadores do evento, o Festival alcançou seu objetivo de "valorizar o produtor e incentivar a profissionalização principalmente no município. Piraí faz o protagonismo da cachaça na região, várias das premiadas receberam suas primeiras monções aqui e o modelo dos nosso festival foi replicado para outros municípios, e esperamos que seu valor cultural cresça ainda mais", disse. 

Lido 141 vezes